#DicasdeViagem: Cancún, o paraíso Caribenho (Parte 2)

Este segundo post de dicas de Cancún é para contar um pouco sobre a cidade, que não se resume a hotéis, restaurantes e passeios. A vida em Cancún é super animada e conta com excelentes opções de compras, shows e de baladas muito divertidas.
Quem curte fazer comprinhas vai precisar se segurar. Os preços são bem atrativos e algumas coisas tem o mesmo preço, ou até mesmo mais baratos, que nos Estados Unidos, fiquei doidinha com tantas opções.
Uma outra opção, um pouco mais democrática, é o shopping La Isla, que é aberto (parece um outlet americano) e muito gostoso de passear. A localização também é ótima. Fica a 5 minutos do Luxury Avenue e bem perto da região de hotéis.
Muitas lojas como MAC, Zara, Tommy Hilfiger, Lacoste, Puma, Nine West, Benetton e iStore para todos os gostos e bolsos, além de bons restaurantes.

Baladas:
Gosta da noite?! Então não falta opções para você! Fiquei impressionada com a quantidade e qualidade das baladas de Cancún. Várias boates super legais, os shows ‘cover’ da Coco Bongo são marca registrada da cidade.
Para quem curte diversão noturna, Cancún é o lugar certo. Com um toque de “Times Square” meets “Las Vegas”, a rua principal das baladas, que fica perto da zona hoteleira, tem muitas opções bacanas e algumas bem elegantes. As principais são a Coco Bongo, a Mandala e a The City.
Para quem não conhece, a Coco Bongo é a boate mais famosa da cidade, com show de acrobacias e covers de artistas como Michael Jackson e Madona. Eu amei!!! Fiquei impressionada com a qualidade das coreografias e do figurino. Vale a pena ir, mesmo para quem não gosta de ‘noite pesada’, pois é muito mais uma diversão/show com seleção de músicas bem ecléticas, do que uma balada propriamente dita. O tipo de casa noturna que agrada a todos os grupos.

The City, a maior boate da América Latina, tem capacidade para 7.500 clientes e por lá passam grandes nomes do hip-hop e da música eletrônica, como Snoop Dogg, Tiesto e Avicii. Impressiona pelo tamanho e pela vibração da galera. Essa é realmente para quem curte a noite e pode saber que antes de 4 da manhã será impossível ir embora.

A Mandala  é uma espécie de mistura de bar e nightclub, totalmente visível ao público que passa na rua, já que na sua frente simplesmente não há parede, fachada ou porta de entrada e a separação do público se dá apenas por um degrau, e seguranças. Por este motivo, o som da Mandala Club ecoa por toda a rua.

E ai pessoal, Curtiram as dicas de Cancún??? , na semana que vem na parte 3 da #DicasDeViagem vou falar do passeio que mais gostei, nadando com os golfinhos, foi incrível!!! Aguardem cenas do próximo capitulo!!!

Beijos Plus